top of page
Criança com brinquedos de madeira

atendimentos clínicos FAROL

Contamos com profissionais de diferentes especialidades que compartilham o mesmo objetivo: identificar as necessidades particulares de cada criança para guiá-la rumo ao seu máximo potencial!
 

Realizamos atendimentos clínicos presenciais de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, e remotos de Supervisão de Desenvolvimento Global e das especialidades que atendemos. Prezamos por oferecer a segurança e a qualidade que você procura.

Design sem nome (4).png

Triagem e Avaliação Multidisciplinar

A triagem consiste em rastrear o desenvolvimento e sinais de risco para TEA em crianças de até 40 meses.

É realizada pela equipe de psicologia, podendo a criança passar também por profissionais de fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia do Instituto Farol a depender da busca da família, recomendação médica e/ou necessidade da criança.

Neste modelo de atendimento, a criança passa por uma triagem sobre seu desenvolvimento global com base em protocolos específicos pertinentes a cada área de atuação.

Importante reforçar que a triagem, quando feita de forma remota, pode esbarrar em questões específicas a serem avaliadas de forma presencial por profissional capacitado para tal.

Design sem nome (7).png

SUPERVISÃO EM INTERVENÇÃO PRECOCE

 Nosso Programa de Supervisão é conduzido por profissionais da área da saúde ou educação com ampla experiência em intervenção precoce. O objetivo deste programa é monitorar e conduzir o tratamento clínico da criança com autismo semanalmente (1h/semana) capacitando e refinando as técnicas dos profissionais (assistentes terapêuticos – ATs) ou familiares que realizam a intervenção diretamente com a criança.

 As supervisoras atuam na avaliação das forças e dificuldades da criança, traçando perfil de desenvolvimento e comportamental da criança, na implementação das rotinas diárias, na gestão de comportamentos inapropriados, e criando planos de intervenção a serem aplicados pelos ATs e/ou familiares.

 Este trabalho se faz através de vídeo retroação, em que a supervisora coordena o trabalho a ser executado diretamente com a criança.


 

 O que é necessário?
 

 Assistente(s) Terapêutico(s) – ATs ou Familiar(es)


  Nosso programa de supervisão conta com profissionais especialistas em inte
rvenção precoce em que o foco é capacitar os  profissionais que realizam a intervenção diretamente com a criança (assistentes terapêuticos – ATs). Portanto, cada família deverá possuir um(a) AT para execução do trabalho (2 no máximo). Caso a família esteja impossibilitada de recrutar um(a) AT, um membro da família poderá se engajar neste trabalho. 

especialidades

female-psychologist-helping-a-girl-in-speech-therapy.jpg

FONOAUDIOLOGIA: SESSÃO

É sabido que o autismo pode impactar no desenvolvimento da fala da criança, trazendo dificuldades em sua realização e, às vezes, inibindo-a por completo. ​Os atendimentos de Fonoaudiologia têm como principais objetivos estimular a linguagem receptiva/expressiva, comunicação alternativa, orientação social, fala e motricidade orofacial.

Design sem nome (51).png

FISIOTERAPIA: TREINO MOTOR

Crianças com autismo apresentam, comumente, hipotonia e desalinhamentos articulares que provocam atrasos no desenvolvimento global. Além disso, observa-se também déficit de planejamento motor, de equilíbrio, de regulação do sistema vestibular e do sistema sômato-sensorial.

 

 O Treinamento sensório-motor é uma modalidade da fisioterapia, caracterizada por um conjunto de informações aferentes provenientes das articulações, músculos, tendões e outros tecidos projetados para o sistema nervoso central. Este treinamento tem como objetivo aprimorar o processamento, influenciando as respostas reflexas e o controle motor voluntário, melhorando a acuidade proprioceptiva e a resposta muscular antecipatória.

TERAPIA OCUPACIONAL: SESSÃO

  Na criança no espectro autista podem ocorrer hiper e/ou hiporreatividade por aspectos sensoriais do ambiente, por isso a intervenção da Terapia Ocupacional com foco nos aspectos sensoriais do TEA tem como objetivo oferecer experiências sensoriais a fim de manter um ótimo nível de alerta das crianças, baseada na necessidade de cada uma, favorecendo assim um melhor desempenho ocupacional. Visa também realizar treinos específicos para as Atividades de Vida Diária favorecendo maior autonomia e independência dos nossos pequenos.

Design sem nome (8) (1).png

MUSICOTERAPIA: SESSÃO

  Nas sessões de musicoterapia, o profissional musicoterapeuta utiliza os elementos que constituem música: ritmo, melodia e harmonia, através de uma variedade de experiências musicais e técnicas estruturadas a fim de atingir um objetivo terapêutico. Há uma estimulação multissensorial que auxilia no desenvolvimento e na aprendizagem de crianças autistas (e outros transtornos do desenvolvimento). Alguns dos principais benefícios são: Facilitação da comunicação verbal e não verbal, o contato visual e tátil, ampliação da interação e integração social, organização, coordenação motora, entre outros.

Formulário
bottom of page