• Instituto Farol

Como lidar com o momento do luto


“Ao receber o diagnóstico de TEA em um filho, os pais em geral desenvolvem uma reação emocional adversa com sentimentos de ódio, desesperança e até mesmo de culpa por uma possível transmissão genética (De PAPE; LINDSAY, 2015). E, ainda por falta de entendimento do transtorno ou por descrença pode haver uma negação do diagnóstico (MITCHELL; HOLDT, 2014). Por outro lado, receber o diagnóstico pode ter um efeito positivo permitindo aos pais que comecem a lidar com a situação e a se sentirem ancorados à medida que possam compreender mais o que está ocorrendo com seu filho (OOI et al., 2016). O diagnóstico também pode levar a uma incerteza quanto ao futuro e a uma potencial dependência exagerada dos filhos aumentando a preocupação dos pais com a exclusão social e com o desempenho acadêmico. “

Ao perceber que as idealizações em relação ao filho não vão se concretizar e que tudo será diferente demais é comum que as reações descritas no texto acima aconteçam. Entretanto é possível superá-las e algumas estratégias são essenciais nesse momento

  1. Viva e aceite esse momento de luto.

  2. Trace alternativas. Delinear quais atitudes podem ser tomadas para tornar o processo mais leve ajudam.

  3. Entenda que cada criança é única e possui seu processo de desenvolvimento individual.

  4. Evite comparações. Comparar-se com outras mãe ou comparar seu filho com o de outras pessoas torna o processo pesado e não auxilia no desenvolvimento da criança.

  5. Procure um profissional para te ajudar, psicólogos e/ou psiquiatras.


Referências:

PEREIRA, Marilia Luiz; BORDINI, Daniela e MARCELO. Relatos de mães de crianças com transtorno do espectro autista em uma abordagem grupal. Cad. Pós-Grad. Distúrb. Desenvolv. [online]. 2017, vol.17, n.2 [citado 2019-05-09], pp. 56-64 .

0 visualização

Telefone: (48) 3085-0005

E-mail: contato@institutofarol.com

Endereço: A. Pequeno Príncipe, 1482
Campeche, Florianópolis - SC - 88063-000

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

FAROL NAS REDES SOCIAIS

© 2020 Instituto Farol