• Instituto Farol

ORIENTAÇÕES ÀS FAMÍLIAS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM AUTISMO EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS

Fernanda Claudino

Estamos vivenciando um período repleto de incertezas, preocupações e inquietações devido a pandemia do coronavírus. Com isso, nesse momento, se torna essencial nos unirmos para pensarmos juntos estratégias para minimizar os possíveis prejuízos das nossas crianças. É importante ressaltar que essas estratégias precisam ter como base as recomendações dos órgãos de saúde referentes ao evitamento do contágio, estando entre elas a necessidade de higienizar as mãos com água e sabão ou álcool, evitar aglomerações e saídas desnecessárias e higienizar brinquedos e materiais de uso constante. Sabemos que os nossos meninos levam com frequência as mãos e os brinquedos à boca, então por isso é indispensável que esses processos de higienização sejam feitos várias vezes ao dia e necessariamente antes da utilização desses materiais. Além das medidas de higienização mantermos as mãos das crianças e os brinquedos sempre limpos, também é importante manter a casa higienizada, utilizando hipoclorito (água sanitária) para o chão diariamente, segundo recomendações.

Diante desse cenário, uma questão que aparece com as famílias de crianças e adolescentes é a dificuldade de manter ou adaptar uma rotina frente ao isolamento social. Com a suspensão das aulas e algumas intervenções por conta da pandemia, as crianças tiveram uma mudança brusca em suas rotinas. Isso pode fazer com que eles se “sintam de férias”, ou em buscas estereotipadas e repetitivas, já que estão em casa 24 horas com os pais, brincando, relaxando e assistindo a desenhos e filmes.

Com isso, muitos pais se questionam se precisam seguir uma rotina de estudos ou intervenção com os filhos e a conclusão é que, sim, é de extrema importância a criação de uma rotina que permita a manutenção da estimulação e atividades da criança. É necessário estabelecer horários de segunda a sexta para as atividades, escolher junto da equipe do seu pequeno objetivos simples a serem trabalhados, incluir seu pequeno nas atividades domésticas de vida diária, preparar um ambiente tranquilo e propício onde possa ser realizada a intervenção e manter também a rotina de sono, banho e  alimentação da criança. É importante também pensar em atividades que seu pequeno consiga realizar sozinho para que você tenha tempo para realizar tarefas necessárias, como home office por exemplo. 

Além de todos esses cuidados, tanto relacionados às tarefas e rotinas diárias, quanto à higienização e medidas de segurança, também é importante pensar em um lado que frequentemente é negligenciado: o da saúde mental dos cuidadores dos pequenos. Toda essa situação gera um tremendo estresse pra quem fica responsável por todos os cuidados, então é fundamental que você nesse papel procure olhar também para si e procurar identificar e suprir suas próprias necessidades. Mantenha contato por vídeo com sua rede de apoio, procure um horário do dia disponível para você fazer atividades que te acalmem e te deem prazer, busque apoio e tire dúvidas se necessário com os profissionais que acompanham as crianças, recorra às habilidades que você sempre usou como recurso para gerenciar as adversidades da vida. Procure ter em mente que isso é uma fase desafiadora e que vai passar!

Mais informações podem ser encontradas no site https://covid.saude.gov.br/.

#rotinademanutenção #isolamentosocial #coronavirus #autismo #pandemia #crianças #higienização

80 visualizações

E-mail: contato@institutofarol.com

Endereço: A. Pequeno Príncipe, 1482
Campeche, Florianópolis - SC - 88063-000

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

FAROL NAS REDES SOCIAIS

© 2020 Instituto Farol