• Instituto Farol

TEMPO DE TELA

Luiza Garrido

A necessidade de permanecer em casa e de cortar a maior parte do nosso convívio social gera, entre muitos desafios, um bem importante que gira em torno de encontrar maneiras de manter os nossos pequenos entretidos e ocupados. Com isso, imersos na era digital, muitas vezes acabamos nos rendendo ao que ela tem a nos oferecer de melhor e ocupando muito o tempo livre com as telas. Entendemos que é uma forma das famílias conseguirem se organizar com tarefas domésticas, com trabalho, com questões emocionais e com outros afazeres, mas é necessário refletir sobre a problemática envolvida à exposição excessiva à esse tipo de tecnologia que acabamos, muitas vezes por falta de opção, oferecendo aos nossos meninos.

Estudos científicos comprovam que a tecnologia influencia comportamentos através do mundo digital, modificando hábitos desde a infância, que podem causar prejuízos e danos à saúde, incluindo dificuldades de socialização e conexão com outras pessoas, transtornos de sono e alimentação, déficits no processo atencional, aumento da ansiedade, entre outros (Sociedade Brasileira de Pediatria, 2016). Isso é ainda mais complicado quando falamos das nossas crianças dentro do espectro pois muitas dessas áreas já são afetadas naturalmente. Com isso, o uso excessivo de telas acaba diminuindo ainda mais as oportunidades de aprendizado, de interação, de troca social e de exposição à estímulos importantes que nossos pequenos tanto precisam.

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda limitar o tempo de exposição às mídias ao máximo de 2 horas por dia, para crianças entre 2 a 5 anos de idade. Porém, diante dessa realidade, nos vem a grande questão: o que colocar no lugar disso então? Como podemos nos organizar para diminuir esse tempo de tela e aumentar as oportunidades de aprendizado em rotinas tão corridas e limitantes? Ao longo dessas semanas, gostaríamos de propor que pensássemos juntos em outras maneiras de ocupar o tempo das nossas crianças para além do uso de telas. Vamos criar juntos novas possibilidades?

#exposição #hábitos #tela #autismo #mídias #mundodigital

253 visualizações

E-mail: contato@institutofarol.com

Endereço: A. Pequeno Príncipe, 1482
Campeche, Florianópolis - SC - 88063-000

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

FAROL NAS REDES SOCIAIS

© 2020 Instituto Farol