atendimentos clínicos

SUPERVISÃO EM INTERVENÇÃO PRECOCE

  Nosso Programa de Supervisão é conduzido por profissionais da área da saúde ou educação com ampla experiência em intervenção precoce. O objetivo deste programa é monitorar e conduzir o tratamento clínico da criança com autismo semanalmente (1h/semana) capacitando e refinando as técnicas dos profissionais (assistentes terapêuticos – ATs) ou familiares que realizam a intervenção diretamente com a criança. As supervisoras atuam na avaliação das forças e dificuldades da criança, traçando perfil de desenvolvimento e comportamental da criança, na implementação das rotinas diárias, na gestão de comportamentos inapropriados, e criando planos de intervenção a serem aplicados pelos ATs e/ou familiares. Este trabalho se faz através de vídeo retroação, em que a supervisora coordena o trabalho a ser executado diretamente com a criança.

 

       O que é necessário?
 

  • Assistente(s) Terapêutico(s) – ATs ou Familiar(es)
     

  Nosso programa de supervisão conta com profissionais especialistas em intervenção precoce em que o foco é capacitar os      profissionais que realizam a intervenção diretamente com a criança (assistentes terapêuticos – ATs). Portanto, cada família deverá possuir um(a) AT para execução do trabalho (2 no máximo). Caso a família esteja impossibilitada de recrutar um(a) AT, um membro da família poderá se engajar neste trabalho. 

      Comprometimento em:
 

  1. Realizar pelo menos 15 horas de intervenção por semana

  2. Realizar pelo menos 3 horas de intervenção por dia

  3. Participar de todas as supervisões clínicas agendadas

  4. Seguir todas as orientações da supervisora clínica

  5. Filmar todas as intervenções

  6. Brincar com a criança

FISIOTERAPIA: TREINO MOTOR

  Crianças com autismo apresentam, comumente, hipotonia e desalinhamentos articulares que provocam atrasos no desenvolvimento global. Além disso, observa-se também déficit de planejamento motor, de equilíbrio, de regulação do sistema vestibular e do sistema sômato-sensorial.

 

 O Treinamento sensório-motor é uma modalidade da fisioterapia, caracterizada por um conjunto de informações aferentes provenientes das articulações, músculos, tendões e outros tecidos projetados para o sistema nervoso central. Este treinamento tem como objetivo aprimorar o processamento, influenciando as respostas reflexas e o controle motor voluntário, melhorando a acuidade proprioceptiva e a resposta muscular antecipatória.

FONOAUDIOLOGIA: SESSÃO

  É sabido que o autismo pode impactar no desenvolvimento da fala da criança, trazendo dificuldades em sua realização e, às vezes, inibindo-a por completo. ​Os atendimentos de Fonoaudiologia têm como principais objetivos estimular a linguagem receptiva/expressiva, comunicação alternativa, orientação social, fala e motricidade orofacial.

MUSICOTERAPIA: SESSÃO

   Nas sessões de musicoterapia, o profissional musicoterapeuta utiliza os elementos que constituem música: ritmo, melodia e harmonia, através de uma variedade de experiências musicais e técnicas estruturadas a fim de atingir um objetivo terapêutico. Há uma estimulação multissensorial que auxilia no desenvolvimento e na aprendizagem de crianças autistas (e outros transtornos do desenvolvimento). Alguns dos principais benefícios são: Facilitação da comunicação verbal e não verbal, o contato visual e tátil, ampliação da interação e integração social, organização, coordenação motora, entre outros.

TERAPIA OCUPACIONAL: SESSÃO

   Na criança no espectro autista podem ocorrer hiper e/ou hiporreatividade por aspectos sensoriais do ambiente, por isso a intervenção da Terapia Ocupacional com foco nos aspectos sensoriais do TEA tem como objetivo oferecer experiências sensoriais a fim de manter um ótimo nível de alerta das crianças, baseada na necessidade de cada uma, favorecendo assim um melhor desempenho ocupacional. Visa também realizar treinos específicos para as Atividades de Vida Diária favorecendo maior autonomia e independência dos nossos pequenos.

CAPACITAÇÃO ÀS FAMÍLIAS

 
 

CAPACITAÇÃO ÀS FAMÍLIAS

TREINAMENTO INTENSIVO INICIAL DE FAMÍLIAS e AT’s

   O intensivo inicial é um importante instrumento para a largada no tratamento. Este é o treinamento básico para familiares e Assistentes Terapêuticos de crianças que irão iniciar a intervenção no Programa de Supervisão Clínica do Instituto Farol utilizando um modelo naturalista de ensino baseado no Modelo Precoce de Denver. O Intensivo Inicial contempla conteúdos teóricos e ateliês, além de atendimento às crianças e é ministrado por supervisoras da Equipe Clínica do Instituto. O objetivo é ensinar as técnicas de ensino naturalistas de intervenção precoce que serão aplicadas pelos familiares. 

   Esta primeira fase é essencial uma vez que, por experiência de nossa equipe, identificou-se que com a implementação deste intensivo inicial a capacitação do(a) AT em sua fidelidade de implementação das técnicas, e consequentemente o tratamento das crianças, antecipa em média de 4 a 6 meses os resultados da terapia, comparativamente à supervisão semanal iniciando sem o intensivo inicial. Assim é possível antecipar ainda mais o tempo de intervenção de qualidade das nossas crianças, afinal não temos tempo a perder!

*Durante pandemia os intensivos estão sendo conduzidos exclusivamente à distância. 

CAPACITAÇÃO ÀS FAMÍLIAS

TREINAMENTO PARENTAL 

    Ser pai ou mãe é um grande desafio diário.


  O medo, a angústia, a ansiedade e as incertezas permeiam a parentalidade, e isso não é diferente em famílias que possuem uma criança com autismo, onde a presença e o engajamento da família se tornam ainda mais relevantes para o aprendizado e desenvolvimento da criança.


  Nosso trabalho de treinamento familiar tem como objetivo criar ferramentas que auxiliam a interação de pais e filhos de forma lúdica, através de brincadeiras, incorporando-as em suas rotinas diárias. 
O treinamento familiar utiliza mecanismos que levam os pais a observarem seus filhos de forma objetiva, cultivando o afeto e criando uma conscientização em suas relações.


A FAMÍLIA não é “um lugar”, mas “O LUGAR” de afeto, estimulação e criatividade.

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO

 

PROJETO FAROL 

  O Projeto Farol é uma ferramenta que visa, através da sistematização digital de metodologias de intervenção comprovadas cientificamente, facilitar a elaboração e o acompanhamento dos planos terapêuticos, bem como acompanhar o progresso da criança com risco ou diagnóstico de autismo e/ou outros transtornos do desenvolvimento.

   Isto permite aos pais e profissionais uma melhor condução dos tratamentos e uma compreensão mais clara sobre os resultados das terapias.  Usando checklists segmentados, o software permite gerir a avaliação, a criação do plano de intervenção e também a coleta diária e análise dos dados para a construção de gráficos de evolução das crianças, de acordo com os objetivos específicos.

© 2020 por Instituto Farol Ltda. - CNPJ: 25.499.639/0001-94 

Avenida Pequeno Principe, 1482 - Florianópolis, SC  88063-000

contato@institutofarol.com 
Tel: (48)  3085-0005

  • TikTok
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco