• Instituto Farol

Criança Autista - Mudou a rotina! E agora?

É bastante comum que a criança com Transtorno do Espectro do Autismo sinta dificuldade para lidar com a mudança na rotina. A espera costuma ser difícil para eles, pois não conseguem ser pacientes e tendem a ficar ansiosos. Com a modificação ou suspensão nos horário de terapia, escola e restrição nas atividades externas, as crianças demandam mais atenção para suprir o ócio. Nestes casos normalmente aumenta-se o uso de tecnologias e tela, trazendo uma dificuldade muito grande para o seu desenvolvimento e para a evolução do tratamento.

A criança com autismo necessita de previsibilidade no seu dia-a-dia. A antecipação dos acontecimentos faz com que ela se sinta segura, por isso é tão importante uma rotina pré-estabelecida. Neste momento de isolamento social é importante estabelecer junto a equipe de profissionais responsáveis pela intervenção da criança uma rotina que possa coincidir com a realidade da família e que ao mesmo tempo possa dar continuidade em alguns objetivos propostos no desenvolvimento da criança.

De preferência faça uma planilha de horários e atividades, use ilustrações ou PEC´S para que a criança também possa conhecer a rotina e adaptar-se a ela. Lembre-se de dar previsibilidade as ações que irão acontecer para que a criança possa se preparar emocionalmente e sentir-se familiar com a nova adaptação.

Referências:https://psicologiaacessivel.net/2016/11/23/o-autismo-e-a-importancia-da-rotina/


Gostou do post? Deixe seu comentário 🙂

544 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo